Quem sou eu

Minha foto
Professora de Línguas e Literaturas formada pela Universidade Federal do Pará, atualmente mestranda em Teoria Literária, atuando principalmente nos seguintes temas: Estudos literários, leitura, história, cultura, conto maravilhoso e tradução intersemiótica. Integrante do grupo de pesquisa Transculturação e Tradução em Narrativas na América Latina, vinculado a Universidade Federal do Pará e ao Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq). Colaboradora em cursos pré-vestibulares e na Universidade de Uberaba (UNIUBE), e por fim, membro da Soka Gakkai Internacional (Sociedade para a criação de valores).

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Proposta de redação 3 : COMIDA _ UEPA 2011

REDAÇÃO
PROF.ª MARIANA ALVES
 Estrutura do texto dissertativo
Foco: 3ª Pessoa
Estrutura:
1.Introdução: Apresente o tema de forma objetiva e simples.
2. No desenvolvimento apresente um ponto de vista na 3ª pessoa. Nada de eu acho, no meu ponto de vista, na minha opinião, eu acredito... Use exemplos que estejam de acordo com o tema.
3. Na conclusão assuma uma posição em relação ao tema abordado. Seja crítico de forma objetiva, sem ofender, desmoralizar ou generalizar situações.

Texto 01: COMIDA
Bebida é água Comida é pasto Você tem sede de quê? Você tem fome de quê? A gente não quer só comida, A gente quer comida, diversão e arte. A gente não quer só comida, A gente quer saída para qualquer parte. A gente não quer só comida, A gente quer bebida, diversão, balé. A gente não quer só comida, A gente quer a vida como a vida quer. Bebida é água. Comida é pasto. Você tem sede de quê? Você tem fome de quê? A gente não quer só comer, A gente quer comer e quer fazer amor. A gente não quer só comer, A gente quer prazer pra aliviar a dor. A gente não quer só dinheiro, A gente quer dinheiro e felicidade. A gente não quer só dinheiro, A gente quer inteiro e não pela metade.
(Titãs. Jesus não tem dentes no país dos banguelas, 1988 )

Texto 02
O folclore é o retrato da cultura de um povo. A dança popular e folclórica é uma forma de representar a cultura regional, pois retrata seus valores, crenças, trabalho e significados. Dançar a cultura de outras regiões é conhecê-la, é de alguma forma se apropriar dela, é enriquecer a própria cultura.

(BREGOLATO. R. A. Cultura corporal da dança. São Paulo, 2007.)

Proposta de redação
O povo brasileiro, em sua grande maioria, recebe salário mínimo e tem como referência de consumo a chamada "Cesta Básica". Aliado ao consumo do alimento observa-se que no Brasil, certamente não há uma preocupação em alimentar o cidadão com “cesta básica cultural”, por exemplo. Portanto, reflita e argumente em prosa: Quais são as necessidades dos brasileiros? E de modo, a cultura pode também alimentar?

Um comentário: